Tipos de Faturamento

Nesse artigo você vai entender sobre os tipos de faturamento com que sua agência pode trabalhar

O que são os tipos de faturamento?

São as formas que você tem de trabalhar com o seu financeiro no iClips. Esses tipos de faturamento determinam como ele receberá as informações de receita e despesa através do que você preencheu no “Mapa de Mídia (PI)” e também na “O.S.”. 

Podemos deixar os tipos de faturamentos predefinidos no cadastro do cliente, mas isso não impede que eles sejam alterados futuramente de acordo com a negociação da agência com o cliente ou o fornecedor/veículo.

Temos três tipos de faturamento que aparecem da seguinte forma:

Direto ao cliente

A cobrança é feita diretamente entre fornecedor/veículo e o cliente em questão. Caberá à agência faturar apenas a comissão (quando e se houver).

Veja como este tipo de faturamento chega ao financeiro da agência:

Direto à agência

A cobrança vem em nome da agência, que deverá receber do cliente para, então, pagar o serviço. Nessa modalidade, a agência assume todos os custos do projeto e o risco de possíveis inadimplências do cliente.

Direto ao governo: 

A modalidade "Direto ao Governo" funciona exatamente como o "Direto à Agência", porém, neste cenário, os alertas do iClips indicam que a agência é responsável por fazer o repasse, mas a nota fiscal dos veículos/fornecedores continua vindo em nome do cliente. Ou seja, a agência assume a responsabilidade do repasse, mas não da dívida.

Importante: Impostos

Quando a agência assume os custos do projeto, e indica que fornecedores/veículos farão a nota contra ela, ela terá que repassar toda a cobrança para o cliente. Nesse caso, ocorrerá a incidência de impostos sobre o valor total da nota. 

Para evitar a bitributação, o ideal é que as negociações sejam feitas com o faturamento "direto ao governo" ou "direto ao cliente". Como vimos anteriormente, na modalidade "direto ao governo" a agência assume a responsabilidade do repasse, mas não da dívida, e na modalidade "direto ao cliente" não entra nenhum valor que não seja comissão e honorário (se tiver). Então, ao emitir a cobrança contra o cliente, a agência pagará imposto somente sobre o valor do seu serviço. 

De forma resumida, abaixo uma imagem que resume o que foi descrito acima:

E aí, qual tipo de faturamento se encaixa melhor à sua agência?